Cinco motivos para ler Chuck Palahniuk

Dentre os autores contemporâneos é árdua a luta para encontrar algo que tenha impacto. E é nessa busca por algo novo que me deparei com o incrível Chuck Palahniuk.

Muitos devem o conhecer pelo consagrado Clube da Luta, imortalizado no cinema pelo diretor David Fincher. Mas cá estou eu para gritar cinco motivos que podem te atrair a ter um contato mais íntimo com o autor.

Em primeiro lugar, confessoMTI3MTg0NjQwNDAxMjYyNjAy que até hoje, após alguns anos lendo e relendo (além de esperar ansiosamente por suas novas publicações) suas obras, sinto um aperto no peito. A dor de ler Palahniuk, a incerteza do que se vai encontrar: e aí está o primeiro motivo!

Nunca se sabe o que esperar deste homem. É como estar com uma venda nos olhos e ter de atravessar um lago de piranhas, exatamente isso: suas criações são incertas! Quando você acha que tem alguma pista do que virá na próxima página, Chuck vem e buuuum: desconstrói tudo que havia se criado.

Então, caso você esteja com algum livro de Palahniuk para ler, prepare-se para surpresas constantes no decorrer da obra.

Em segundo lugar posso citar seu humor negro, ácido e em alguns momentos até mesmo asqueroso. Chuck não tem meias palavras e sempre vai conseguir fazer piada com aquilo que deveríamos ter piedade (é um pouco difícil de explicar, mas sim, você vai rir de alguns fatos e ao mesmo tempo se arrependerá).

… Uma pequena digressão: você percebe que as coisas andam íntimas entre você e Palahniuk, quando se pega as gargalhadas com um de seus contos chamado Tripas.

Prosseguindo nossa sequência de motivos, cito a rapidez de seus livros. A forma como ele consegue dar velocidade a uma história é fascinante! Você senta.

Abre o livro e simplesmente…

O devora!

Sim, exatamente assim! As páginas voam mais rápido que a luz. É uma leitura que mistura os dois polos da vida: a diversão com o receio. Então não há desculpas, enquanto se espera o ônibus, é possível ler várChuck Palahniukias páginas sem nem perceber.

E o que me acrescentam? Bem, leia-o e mude sua visão de mundo. As críticas propostas pelo nosso amigável autor são totalmente válidas e muito bem construídas. Acontece que ou você amará Chuck ou você o odiará, pois ele sempre vai tocar em pontos sensíveis do ser humano.

E para finalizar essa delícia de post, não haveria como deixar de citar a loucura que esse homem possui na mente. Além de muitas reviravoltas, como foi dito no primeiro motivo, as histórias criadas por Chuck sempre terão um caráter surreal: são seres humanos enroscados em situações totalmente inimagináveis.

Bom, o que posso dizer é que esse senhorzinho com cara de simpático pertence a minha cabeceira. Se pudesse resumir em uma frase todo trabalho de Chuck seria: “totalmente revolucionário para uma época de não sonhadores”. Caso você ainda não tenha se deparado com nada dele, corra e procure estar perto, vale a pena e te fará melhor (ou não).