Você entrou no mar hoje?

por Igor Passos

Feche os olhos e imagine o mar. O mar cheio de ondas, profundo. O mar com temperaturas, com texturas, com cores… Com vidas. Dentro desse mar não existem concretudes eternas: existem andanças. Andanças que levam à encontros, acontecimentos, acidentes, afetos. Você entra no mar. Sente a água percorrer seu corpo e eis que você se torna mar, se permite. E sendo mar, você, ainda, se é mais um pouco. Encontra outras formas de ser e existir. Você acontece mundo.

Sem pontos de chegada, sem pontos de partida. Uma grande teia de ondas e lugares e deixar-se ir. Ou melhor, permitir-se ir e saber-encontrar o modo de agir nessa imensidão de potências.

Está aí um grande desejo: fazer do mundo um mar. Entrar de peito aberto, sem medo. Silenciar para sentir.

Anúncios