Os pássaros e as crianças.

por Igor Passos

“Somos o futuro da nação, geração coca-cola” (Geração Coca – Legião Urbana)

Nós nascemos e com o tempo vamos evoluindo… Crescendo… Mas de repente vem um estouro em nossas mãos e percebemos: somos responsáveis por tudo isso que nos cerca. Somos os médicos, engenheiros, arquitetos, artistas, professores, músicos, cineastas dos dias atuais.

Uma lacuna no tempo.

Éramos só crianças e já pensávamos no que seríamos, mas ninguém nos avisava da importância e do peso que se carrega por se escolher ser algo.

Tiro no escuro.

As crianças são o nosso futuro. Esses seres pequenos e carinhosos de sua maneira tomarão nossos lugares, mas será que eles são preparados para entender o peso que carregam nas costas? Não digo o peso da escolha, mas o peso da mudança, o peso de ser tudo aquilo que eles pensam, mas que quando crescem escondem numa caixinha por mero desespero de se enquadrar em algum lugar. As crianças são como os pássaros: podem voar. E voam longe, caso a liberdade de criar os seja dada.

Mas e se o pássaro cresce em uma gaiola?

E se a águia é criada como galinha?

E se a criança é criada sem esperança?

Quando viramos para uma galinha e a mandamos voar, ela bate as asas mas nada de alcançar voo. Quando viramos para uma criança e dizemos a ela que NÃO é possível voar, ela esquece das possibilidades da vida.

Crer nas crianças e em seus sonhos é crer em um mundo diferente, em um mundo melhor, pois suas almas não anseiam o mal, suas almas anseiam o bem, o carinho e o afeto (que convenhamos: muitas vezes os faltam). Acreditar em uma criança e dizer que ela tem o poder de fazer tudo aquilo que ela almeja é acreditar que a sociedade ainda tem esperança. Educar as crianças para a vida é educar uma geração que dará continuidade a tudo aquilo que nós criamos, é acreditar na possibilidade de concerto de erros que nós não fomos informados. (Mas não, elas não tem a obrigação de limpar a merda que nós mesmos fizemos).

Olhar para uma criança e dizer “VOE” é como criar a cura para muitas doenças.

Sonhos são importantes

E crianças sonham.

Dê importância ao grito dos pequenos.

Crianças são como pássaros: se você gritar para que voem ao horizonte em busca de seus sonhos, elas irão.

Não galinhas.

Não pássaros enjaulados.

Mas sim, pássaros livres. Livres para ser aquilo que ELAS quiserem.

O passado nós já criamos, agora o futuro depende delas. Mas depende muito mais de nós na maneira como iremos impulsionar o voo.

Anúncios